Assuntos de Goiás TV

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Operação da PF e Receita faz operação contra lavagem de dinheiro e evasão de divisas




Aqueles meliantes que assistem aos telejornais devem estar se perguntando, "a PF não estava sem dinheiro?". Pois é de forma surpreendente, a Polícia Federal e a Receita Federal deflagaram operação contra lavagem de dinheiro e evasão de divisas. 

Denominada Operação Hammer-on, segundo a PF, os brasileiros que contrataram a organização criminosa para pagar os fornecedores paraguaios, bem como para ocultar dinheiro de origem criminosa, também foram alvos de investigação. 

O Hammer-on é uma técnica usada em instrumentos de corda para ligar duas notas musicais com uma mesma mão. Fazendo-se novamente referência à teoria musical, na operação Hammer-on, numa só toada, “com uma só mão”, ligaram-se duas “notas musicais” (intermediários e demandantes). 

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, gestão temerária, operação irregular de instituição financeira e uso de documento falso. 

Cidades: 

Paraná – Foz do Iguaçu, Curitiba, Almirante Tamandaré, Piraquara, São José do Pinhais, Assis Chateaubriand e Renascença; 
Santa Catarina – Itapema, Balneário Camboriú e São Miguel do Oeste; 
Espírito Santo – Vitória, Serra e Vila Velha; 
São Paulo – Guarulhos e Franca; 
Minas Gerais – Uberlândia. 

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

sábado, 12 de agosto de 2017

Lúcio Funaro é transferido de volta para a Papuda; operador de Cunha negocia delação – Politica



Funaro diz, Cunha desdiz e seguem as negociações para que ambos façam delação, sendo que no final das contas apenas um deles poderá ter a sua colaboração homologada.  Nada impede que o MPF aceite as duas delações, mas isso só será possível se Rodrigo Janot encaminhar a denúncia antes de deixar o cargo
 
O encontro de Raquel Dodge fora de horário e de agenda com Michel Temer recoloca a nova PGR como incógnita em relação ao prosseguimento das denúncias e delações que envolvam o presidente. Ou veremos Raquel Dodge no papel que exerceu Janot ou então teremos uma nova Engavetadora Geral da República. 

Seguidores

Na web